Pages

sábado, 17 de maio de 2008

Dúvidas sobre biodiesel?

O Biodiesel é um combustível produzido a partir de fontes totalmente renováveis, especialmente quando tem como suas matérias-primas etanol (ao invés de metanol) e um óleo qualquer de origem vegetal (mamona, soja, girassol) ou animal (como sebo).
Entende-se que um combustível biológico, seja um combustível renovável de origem animal ou vegetal, que pode ser usado em substituição nos mesmos maquinismos que consomem o óleo diesel destilado do petróleo ou, a fim de garantir a exploração integral da prospecção petrolífera sob a crosta terrestre, adicionado (pelas empresas refinadoras) sendo que nesse caso refere-se ao nome de um projeto.

Processo de fabricação
O biodiesel é comumente produzido através de uma reação denominada transesterificação de triglicerídeos (óleos ou gorduras animais ou vegetais) com álcoois de cadeia curta (metanol ou etanol), tendo, entre outros, a glicerina como subprodutos. A reação de transesterificação é catalisada por ácido ou base, dependendo das características do óleo e/ou gordura utilizados.
O uso de etanol
Um mito foi criado quanto à utilização de etanol no processo de transesterificação, dizendo que este não pode ser regente do processo. Essa é uma conclusão errônea ao passo que tudo (quantidade de reagente, catalisadores, etc) depende do tipo de tecnologia utilizada. O emprego de álcool anidro (grau de pureza maior que 99%) é necessário pois a presença de água na reação de transesterificação leva ao surgimento de emulsões. Hoje em dia empresas aqui mesmo no Brasil já produzem biodiesel utilizando álcool etílico anidro.

Metanol / Etanol
No Brasil, atualmente, a vantagem da rota etílica é a oferta desse álcool, de forma disseminada em todo território. Assim, os custos diferenciais de fretes, para o abastecimento de etanol versus abastecimento de metanol, em certas situações, possam influenciar numa decisão. Sob o ponto de vista ambiental, o uso do etanol leva vantagem sobre o uso do metanol, quando este álcool é obtido de derivados do petróleo, no entanto é importante considerar que o metanol pode ser produzido a partir da biomassa.

Fontes alternativas de óleos e gorduras
O combustível pode ser produzido a partir de qualquer fonte de ácidos graxos, além dos óleos e gorduras animais ou vegetais, porém nem todas as fontes de ácidos graxos viabilizam o processo a nível industrial. Os resíduos graxos também aparecem como matérias primas para a produção do biodiesel. Nesse sentido, podem ser citados os óleos de frituras, as borras de refinação, a matéria graxa dos esgotos, óleos ou gorduras vegetais ou animais fora de especificação, ácidos graxos, etc.

Mistura biodiesel/diesel
O biodiesel pode ser usado misturado ao óleo diesel proveniente do petróleo em qualquer concentração, sem necessidade de alteração nos motores Diesel já em funcionamento, porém em alguns motores antigos no Brasil necessitam de alterações.

Importância estratégica
Pode cooperar para o desenvolvimento econômico regional, na medida em que se possa explorar a melhor alternativa de fonte de óleo vegetal (óleo de mamona, de soja, de dendê, etc.) específica de cada região. O consumo do biodiesel em lugar do óleo diesel baseado no petróleo pode claramente diminuir a dependência ao petróleo (a chamada "petrodependência"), contribuir para a redução da poluição atmosférica, já que contém menores teores de enxofre e outros poluentes, além de gerar alternativas de empregos em áreas geográficas menos propícias para outras atividades econômicas e, desta forma, promover a inclusão social.

As vantagens do biodiesel
É energia renovável. As terras cultiváveis podem produzir uma enorme variedade de oleaginosas como fonte de matéria-prima para o biodiesel.
É constituído de carbono neutro. As plantas capturam o CO2 emitido pela queima do biodiesel e separam-no em carbono e oxigênio, zerando o balanço entre emissão dos veículos e absorção das plantas.
Contribui ainda para a geração de empregos no setor primário, que no Brasil é de suma importância para o desenvolvimento social. Com isso, evita o êxodo do trabalhador no campo, reduzindo o inchaço das grandes cidades e favorecendo o ciclo da economia auto-sustentável essencial para a autonomia do país. Muito dinheiro é gasto para o refino e prospecção do petróleo. O capital pode ter um fim social melhor para o país, visto que o biodiesel não requer esse tipo de investimento.

Projeto piloto
Cidades como Curitiba, capital do Estado do Paraná, Brasil, possuem frota de ônibus para transporte coletivo movida a biodiesel. Esta ação reduziu substancialmente a poluição ambiental, aumentando, portanto, a qualidade do ar e, por conseqüência, a qualidade de vida num universo populacional de três milhões de habitantes. Acredita-se que até 2010 mais de quinhentas cidades estarão com o biodiesel em suas bombas.
Desvantagens na utilização do Biodiesel
Os grandes volumes de glicerina previstos (subproduto) só poderão ter mercado a preços muito inferiores aos atuais; todo o mercado de óleo-químico poderá ser afetado. Não há uma visão clara sobre os possíveis impactos potenciais desta oferta de glicerina; No Brasil e na Ásia, lavouras de soja e dendê, cujos óleos são fontes potencialmente importantes de biodiesel, estão invadindo florestas tropicais, importantes bolsões de biodiversidade. Embora, aqui no Brasil, essas lavouras não tenham o objetivo de serem usadas para biodiesel, essa preocupação deve ser considerada.

Fundamentos estratégicos do biodiesel
O Biodiesel não deve ser visto como um produto, mas sim, um projeto a nível governamental, que tem por missão promover a fusão dos recursos renováveis (combustíveis biológicos) com os esgotáveis (petróleo), a fim de garantir ao governos o monopólio dos combustíveis e a sobrevida das estatais produtoras de petróleo.

Obrigada, Cleber, pelo material.

18 comentários:

Marcio Santos disse...

Lola, Lola... sempre com matérias de importância inestimável para o futuro/presente de nós todos.
Isso sobre o biodiesel eu ja conhecia (buscando empresas que apoiam esta forma de cultura para a produção de combustivel "alternativo") mas tenho certeza que são poucas as pessoas que conhecem sobre o assunto (agora não mais, graças a você minha querida amiga). Parabéns mais uma vez pela iniciativa e por manter este blog com o mais alto nivel intelectual e informativo.

Osc@r Luiz disse...

Ainda essa semana publiquei um carro movido a bioetanol e energia elétrica.
Aqui no MT só se fala que o biodiesel é culpado pela crise dos alimentos...
É cada uma, né?
Beijão!

Jens disse...

Oi Lola.
Pelo que entendi, o biodiesel é ideal para substituir o petróleo, que além de poluente tem os dias contados. O fato da produção deste combustível ainda não ter se tornado uma prioridade da política enérgica mundial - estabelecendo uma estratégia racional e viável para a sua viabilização - é algo que foge à minha parca compreensão. Ou melhor, sei: a questão, como sempre, é dinheiro, lucro em detrimento das gentes e do meio-ambiente. Eu sei, mas me recuso a aceitar que o homem seja um animal inviável. Sou teimoso.
Mais uma postagem esclarecedora e importante. Valeu.
Um beijo.

Lola disse...

Olá, Márcio,
Eta menino exagerado,rsss... Sempre me elogiando...
Obrigada por estar sempre por aqui nos prestigiando!
Beijo e volte sempre!

Lola disse...

Oi, Oscar,
Realmente, cada coisa! As pessoas se deixam levar por tudo que escutam na tv, não procuram se informar profundamente sobre o assunto, são poucas as que o fazem. Não estamos deixando de plantar comida para plantar produtos para fazer o biodiesel. Mas, quando pessoas que não querem perder dinheiro entram na briga, o dircurso toma um rumo bem diferente...
Beijo, moço!!!

Lola disse...

Oi, Jens,

Neste caso, não é você o teimoso! E entendeu direitinho "a moral da coisa..."
Infelizmente, o que nos resta é continuar brigando para ter o melhor.
Obrigada pela visita!
Beijo.

Cris disse...

Boa semana, lindinha!.

Osc@r Luiz disse...

Amiga querida, tem mais um prêmio pra você lá em casa...
Beijo e ótima semana!

jorginho da hora disse...

Lola, tomara que esse projeto providencial seja um sucesso. O petroleo, além de estar custando muito caro o barriu, não é ecologicamente correto. Tá mais do que na hora de buscarmos outras soluçôes.

Um abraço, garota maraviha.

Lola disse...

Oi, Cris,
Que sua semana seja muito melhor!!!!
Beijo grandão!

Lola disse...

Oscar... Sempre presente...
Obrigada pelo prêmio!!! Ando um pouco ocupada, assim que tiver um tempinho passo em sua casa para pegar. Fiquei muito feliz por você ter lembrado do "Consciência".
Beijo grande.

Lola disse...

Olá, Jorginho,
Também espero que as coisas comecem a "ir para frente"...
Garota maravilha??? :)
Beijão.

SerTerra disse...

Oi Lola.. tudo bem?
Vim agradecer pela visita e dizer que todos nos estamos juntos nessa caminhada..
Obrigada e boa semana

Lola disse...

Oi, Débora,
Obrigada pela visita. Recebi seu e-mail avisando sobre o evento, pena que será em São Paulo, sou do Rio e ficaria inviável sair daqui agora.
Coloque no "Ser Terra" tudo o que puder sobre o evento, com certeza iremos lá conferir!!!
Beijos a todos.

Tânia Defensora disse...

Oi Lola!
Curitiba como sempre, na frente!
A cultura dos curitibanos é de se valorizar o meio ambiente!
Que bacana, gostei muito desse post.
Espero que outras cidades copiem.
Abraços

Lola disse...

Oi, Tânia,
Saudades, moça!!! Que bom que gostou da postagem, também espero que outras cidades copiem esta iniciativa...
Beijão.

Danilo disse...

Otimo post.
Mas eu gostaria de saber;
Qual é a sua vantagem em relação a outras fontes de energia alternativa ?
Muito obrigado

Lola disse...

Olá, Danilo,

Não fiz esta postagem colocando o biodiesel como a melhor escolha sustentável, não procurei comparações com outras fontes de energia alternativa, apenas quis mostrar uma alternativa sustentável para os dias de hoje. Olhando por este lado, destacaria as vantagens do biodiesel:
"É energia renovável. As terras cultiváveis podem produzir uma enorme variedade de oleaginosas como fonte de matéria-prima para o biodiesel.
É constituído de carbono neutro. As plantas capturam o CO2 emitido pela queima do biodiesel e separam-no em carbono e oxigênio, zerando o balanço entre emissão dos veículos e absorção das plantas.
Contribui ainda para a geração de empregos no setor primário, que no Brasil é de suma importância para o desenvolvimento social. Com isso, evita o êxodo do trabalhador no campo, reduzindo o inchaço das grandes cidades e favorecendo o ciclo da economia auto-sustentável essencial para a autonomia do país. Muito dinheiro é gasto para o refino e prospecção do petróleo. O capital pode ter um fim social melhor para o país, visto que o biodiesel não requer esse tipo de investimento.

Não creio que haja a melhor fonte de energia alternativa, porém, a mais indicada em "cada caso, cidade, situação, etc".

Qualquer coisa, estarei por aqui!
Abraços.