Pages

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Sempre dá para fazer alguma coisa!

Hoje vou falar de algo que geralmente não falo aqui no site, "DA MINHA VIDA". Lógico que o assunto não seria sobre mim, sem falar da natureza, do lixo e assuntos que realmente importam. :)

Vamos começar por um de nossos vários problemas de modernidade. A falta de árvores em nossos bairros, ruas e até mesmo em nossas casas. O que provoca um calor enorme!
As árvores, além de captarem gás carbônico, também ajudam a refrescar e melhorar a aparência do local.
Aqui onde moro, no Rio de Janeiro, como em outras partes dessa linda cidade, porque estavam escondendo drogas entre seus galhos, alguns moradores resolveram cortar as árvores. Lógico, é muito mais fácil cortar uma árvore que não pode fazer nada contra você, a não ser ajudar, que pedir que "aos meninos"para não colocarem as drogas lá, sim, os meninos, porque a maioria que faz isso é adolescente querendo esconder a droga dos pais. Com jeitinho e sem ofensa se consegue muita coisa, porém, é mais fácil cortar a árvore, é lógico! Isso foi me deixando chateada, mas, ficar chateada e morrer no calor do asfalto também não adianta em nada. Então, resolvi fazer um pequeno projeto, está no começo, mas, já está dando frutos, ou seja, árvores. Eu arrumo a muda de uma palmeirinha ou coqueirinho, cuido dela até ter um tamanho aceitável para plantar e não ser devorada pelos "educados" que passam pelo local, e quando ela está em um bom tamanho, dou para um vizinho e ajudo a plantar. Ajudo sem nenhum problema, assim terei certeza de que isso será feito.
Aqui, a maldade foi tão grande, que "alguém" andou colocando óleo queimado nas árvores, o que consequentemente as matou. Eu tinha um Ficcus que dei para um vizinho e infelizmente teve este fim. Ainda bem que minha acerola fica dentro do quintal e é podada para não ultrapassar os limites do muro, ou, teria ido também. Mas, não vamos desistir por isso e vamos tomar conta para que isso não aconteça de novo. Alguns vizinhos, sabendo que vou ajudar, aceitaram plantar uma árvore na calçada. Por enquanto, uma muda apenas foi doada, ainda não foi plantada porque não tem tamanho suficiente para enfrentar os "humanos". Essa semana darei uma olhada nela para ver como está! Essa foi para minha vizinha do lado, que deixou eu plantar em sua calçada que ela acabou de cimentar. Teremos que quebrar uma parte bem direitinho para que fique bem bonito e incentive aos outros vozinhos.

O coqueirinho que consegui, se não for podado, vira aquele bem cheio e pequeno, que muitos usam em vasos para enfeitar, mas, se você podar e deixar apenas os galhos que quer, ele cresce e parece uma palmeira. Eu não sei o nome dele, se alguém puder me ajudar!!! Alguns vizinhos querem plantar apenas se for uma palmeira de verdade, como é muito cara, estou tendo dificuldades em conseguir mudas. A minha, foi "roubada" do sítio do meu pai, brincadeira, ele acabou me dando antes que eu levasse. :)

Aqui está a foto da primeira muda.
Minha vizinha ajudou com o dinheiro para o vaso e para a terra adubada. Já para a drenagem, usamos materiais reciclados dos que ela ainda tinha.

Tendo posto em prática o primeiro projeto, me deparo com outro problema que temos. Onde moro, embora sejam poucos, uns quatro, ainda temos terrenos vazios. Esses terrenos tem donos e por este motivo a COMLURB não limpa nem retira entulhos. Eu já liguei para eles e já tentei ajuda até de "candidatos à política", mas, os que consegui pararam no mesmo obstáculo que eu, terreno com dono a COMLURB não limpa.
Como tenho um desses terrenos em minha rua e a dengue não pergunta se somos os donos do dele, chamo algumas crianças da rua e algumas vezes o limpamos. Escutamos o que costumo chamar de ignorância... Algumas do tipo:" _ O terreno não é meu, por que teria que ajudar a limpar?" Ou " _ O dono se aproveita disso e não limpa!" Ou ainda "_ Virou lixeira?
Bom, o que sei é de uma coisa, moro nessa rua e não quero pegar, ou que alguém que amo pegue essa doença ou qualquer outra, por uma coisa que posso fazer. Infelizmente, essa obrigação caberia ao dono, mas, muitas pessoas contribuem para o terreno estar do jeito que está.
No final do dia em que limpamos o terreno, um rapaz veio com uma "bendita" sacola plástica com algo dentro e jogou no local. Não parou por aí, depois de eu perguntar o que ele ia jogar no terreno que havíamos acabado de limpar, ele respondeu se sentindo no direito de ficar chateado, que eram apenas plantas. Lógico que argumentei o por quê de não retirar do saco e jogar apenas as plantas (elas se decompõem e não poluem como a sacola).
Depois disso, acho que Deus castigou uma de minhas vizinhas, ela veio "reclamar" que eu havia brigado com o filho dela que ia jogar as plantas lá e que se eu não tivesse pegado o lixo, ela não teria perdido suas plantas, pois, ele jogou errado, não eram as plantas mortas, eram as novas que ela ia plantar (ainda fui culpada por pegar "o lixo" do terreno). Falei que foi castigo para ela, mas que as coitadinhas das plantas pagaram sem ter culpa, infelizmente, devem ter morido, pois, peguei o saco chamado de lixo e juntei aos outros para que o lixeiro levasse.

Até piscina de plástico havia jogada no local. Aqui está a quantidade de lixo tirada neste dia.

Os rapazes que passam recolhendo o lixo e colocando no caminhão me falaram que se nós retirarmos todo o lixo e entulho e colocarmos na rua, é só ligar para a COMLURB que eles são obrigados a recolher. Mas, para isso, temos que retirar todo o entulho e jogar na rua, não na calçada. Esbarramos na dificuldade de como fazer, pois, entre os entulhos existem pedras gigantescas que foram jogadas lá quando asfaltaram as ruas, isso, quando lotearam e venderam os terrenos do condomínio. Pedi aos vizinhos que ajudassem com qualquer valor, para que pagássemos a um homem para tentar limpar o terreno e jogar os entulhos na rua, como a COMLURB falou, mas, apesar de ter vizinhos de boa vontade, não deu certo, nem o homem que tentamos contratar conseguiria limpar, o que precisamos é de uma draga para puxar essas pedras e o entulho. Enquanto não dá para fazermos isso, ou algum político "caridoso" nos ajude, ou até uma alma boa, tenho que continuar limpando o terreno, podem falar o que quiser, mas, como disse antes, o mosquito da dengue não pergunta se eu ou as pessoas que amo somos donos do terreno, antes de morder.

Aqui, o terreno limpo.

Hoje falei sobre plantar árvores em nossas ruas ou casas e em limpar o meio em que vivemos. Se alguém que ler esta postagem tiver como ajudar, seja para retirar os entulhos ou doando mudas de palmeiras, (pois ainda me deparo com exigências como: não pode dar fruto, para que as crianças não joguem pedras e não quebrem os vidros das casas e não podem fazer copas, para não esconderem drogas, ou, permitirem acesso para dentro das casas) toda ajuda será bem-vinda!

Na próxima postagem, vou contar o quanto pode se tornar "prazeroso" separar o próprio lixo e ver que não está jogando dinheiro fora. Também, algumas dicas de como fazer isso, mesmo sem coleta seletiva.

Vamos tentar ajudar e seguir o velho ditado: "fazer o bem sem olhar a quem". Afinal, de um jeito ou de outro, todos seremos beneficiados por esses feitos.


Depois de fazer está postagem, cheguei até o blog Colcha de Retalhos, que também tem uma postagem que caiu como uma luva ao último parágrafo da minha. Dê uma olhadinha no projeto da nossa amiga Kátia. EU APÓIO100%!!!
É só clicar no selo "GENEROSIDADE" a sua direita, ou entrar aqui: http://colchaderetalhoskr.blogspot.com/2009/12/projeto-generosidade.html





24 comentários:

Dú disse...

É bom que exista no mundo, pessoas como você... que não se deixam levar pela atitude e "força negativa" dos outros, com frases do tipo "o terreno não é meu" ou "pra que limpar se alguem vai lá sujar depois?".
São com pequenas atitudes que se fazem grandes mudanças... Te Amo... e não é à toa...

Mimirabolante disse...

Isso msm....continue na luta!!!Fazer o bem a todo momento é o que há de melhor......Fazer o bem a natureza então,não tem preço......Vou tentar arranjar uma muda desta,ok?????bjcas

Lola disse...

OI, "MEU DÚ",

VINDO DE VOCÊ, PODERIA ACHAR SUSPEITO, MAS, CONHECENDO SUA INTEGRIDADE, SÓ TENHO QUE AGRADECER!!! Você me dá muita força... Por essas e outras que também TE AMO! (PS: não é sempre que saio do profissional!:))

Lola disse...

OI, MIMI,

VOCÊ SEMPRE PRESENTE, PRINCIPALMENTE QUANDO O ASSUNTO É AJUDAR!!! ESPERO QUE CONSIGA, ESTOU PRECISANDO URGENTE DE MUDAS. OBRIGADA POR TUDO...

BEIJO, GRANDE!

Paula ZZT disse...

oi, Lola.
Vi seu comentário no Blog da Tais Vinha (ombudsmàe) e passei para te conhecer.
Adorei o post...
Realmente fica na coisa, não é meu, então que se lasque... Pq se fosse só mato, ainda seria menos mal, mas o pessoal aproveita para jogar lixo...
Nào sei como é a lei municipal ai no Rio, mas em outras cidades, se vc denunciar na prefeitura, o dono tem que limpar o terreno... Será que o dono não gostaria que vc plantasse árvores lá? Ou algum vizinho fazer uma horta? Ou um campinho de futebol para a molecada? Vai saber...
Ah, sobre as maldades contra árvores... Infelizmente é uma realidade muito presente... Na cidade em que meus pais moram, as pessoas se incomodam pq as folhas "sujam" as calçadas, e as árvores frutiferas mais ainda... Aff, nem sei o que falar.
Bjoks
paula

Kátia Ruivo disse...

obrigada pela força! Vc por si só já é um exemplo a ser seguido!

beijocas

Paula ZZT disse...

oi, Lola.
Voltei rapidinho...
Ontem assisti a 2 programas e me lembrei desse seu post... 1 foi sobre espiritualidade, falando que temos que nos conectar com todos, que quando ajudamos o outro, não é favor, é como se estivessemos ajudando nossa mão, uma parte de nós.
E o outro é um programa que se chama "O que vc faria", eles filmam escondido situações e observam como as pessoas reagiriam. Por exemplo, ontem, era uma moça que tinha o drink batizado pelo cara que a acompanhava... Ai observam se o pessoal avisa ou não, toma alguma atitude... E fizeram 2 casos, 1 com a moça com roupas discretas e outra, ela vestida como decote e roupa curtissima...
Virei "habitué" aqui.
Bjoks
Paula

Jens disse...

Oi Lola.
Exemplar a tua postura ecológica no cotidiano. Se todos (inclusive eu) fossem iguais a você, o mundo seria um lugar bem melhor para viver. Aliás, graças a pessoas assim como você adquiri uma certa consciência ecológica. Por exemplo, não aceito mais sacos plásticos quando vou às compras - uso sacola de pano.

Um beijo.

Lola disse...

OI, PAULA,
SEJA BEM-VINDA...
QUANTO A PLANTAR ÁRVORES E FAZER HORTA, É UMA ÓTIMA IDÉIA, TAMBÉM JÁ PENSAMOS NISSO, MAS, PARA HORTA O TERRENO TERIA QUE SER LIMPO AINDA MAIS E COMO DISSE NA POSTAGEM, NÃO CONSEGUIMOS. TAMBÉM TEM O FATO DO DONO DO TERRENO SEMPRE MANDAR ALGUÉM OLHAR, PARA VER SE ALGUÉM ESTÁ TOMANDO O TERRENO, O QUE NÃO SERIA O CASO. MAS, ISSO DIFICULTA, MESMO QUE LIMPO, O USO DO TERRENO, MESMO DA FORMA QUE VOCÊ CITOU. ELE TAMBÉM NÃO ACEITA FALAR COM NINGUÉM, MEU VIZINHO QUERIA COMPRAR O TERRENO E NÃO CONSEGUIU. SABEMOS QUE É DA FAMÍLIA DE ALGUÉM DAQUI, MAS, NÃO TEMOS COMO SABER DE QUEM, NEM PARA DENUNCIAR!!!

OBRIGADA POR SUA VISITA E VOLTE SEMPRE!

Lola disse...

OI, KÁTIA,

POR NADA! OBRIGADA PELAS PALAVRAS, MAS, ACREDITO QUE SEJA UMA OBRIGAÇÃO DE TODOS, PORÉM, SE UNS NÃO FAZEM, NÃO QUER DIZER QUE OUTROS DEVEM DEIXAR DE FAZER.

BEIJO E VAMOS CONTINUAR FAZENDO...

Lola disse...

JENS... GANHEI O DIA!!!

SABER QUE VOCÊ ESTÁ USANDO SACOLAS RETORNÁVEIS É UM GRANDE INCENTIVO PARA MIM... ADOREI SABER! PARABÉNS!!! QUANDO VIER AO RIO, TOMAMOS UM CAFÉ PARA COMEMORAR... (VOCÊ QUEM FAZ, É CLARO! :) O MEU, ACHO QUE VOCÊ VAI DEIXAR PASSAR,RSSS...

OBRIGADA POR ESTE PRESENTE E CONTINUE EVOLUINDO, QUANDO COMEÇAMOS É DIFÍCIL, MAS, QUANDO PERCEBEMOS, AS COISAS SE TORNAM CADA VEZ MAIS GOSTOSAS DE SEREM FEITAS.

BEIJO, GRANDÃO!

Lola disse...

OI, PAULA,
NÃO CONHEÇO ESSE PROGRAMA, QUAL CANAL? E QUAIS FORAM AS ATITUDES DAS PESSOAS A RESPEITO DESSE ASSUNTO? A MAIORIA SÓ AVISOU À MOÇA DE ROUPAS DISCRETAS?

INFELIZMENTE HOJE EM DIA AS PESSOAS DEIXAM A RAIVA TOMAR CONTA MUITO RÁPIDO, SE CONSEGUISSEM SE CONTROLAR, OU PENSAR NOS OUTROS UM POUCO, O MUNDO MUDARIA TANTO...

BEIJO E PODE VOLTAR!!!

PS: ESTIVE NO SEU PERFIL E NO SEU BLOG, NÃO TEM COMO ENTRAR EM CONTATO COM VOCÊ, SÓ POR AQUI!

Cristiane A. Fetter disse...

Acho que tudo depende da cultura e do quanto se aprende em casa. Veja o exemplo que este menino que jogou o saco com as plantas no quintal tem dentro de casa. Dificilmente ele mudará seu jeito de ser, vai achar que o planeta é a lixeira dele. Agora, seus filhos já estão tendo um exemplo diferente, e quem sabe estas crianças que te ajudam também.
É pela educação, no sentido de ensinar, é que vamos mudar muita coisa no Brasil, mas isso cansa, dá trabalho e demora, é por isso que muitos não querem assumir estar responsabilidade.
bjks

Jens disse...

Oi Lola.
Não deveria ser assim, mas o teu entusiasmo é um estímulo para que eu prossiga fazendo a coisa certa. Definitivamente, és um ser humano especial. A natureza agradece (assim como o resto do mundo, mesmo não sabendo da tua existência).
Beijo e desejo de melhoras da gripe.
Pra cima com a viga!

Fabio Riesemberg disse...

Oi, Lola. Muito legal a sua história. E triste também. Aqui em Curitiba, que chamam de Capital Ecológica do Brasil, temos, sim, esse tipo de problema. Não acreditem em nada do que dizem sobre Curitiba no quesito "ecologicamente correta". Curitiba é só maquiagem. Pode ser melhor em muita coisa, mas é muita maquiagem.

Você deveria ser colocada numa espécie de máquina xerox, que reproduzisse você mesma infinitas vezes. Assim essa transformação que queremos se tornaria mais rápida.

COINCIDÊNCIA:

Quando eu terminava de ler esse seu post, recebi de presente uma caixinha com bulbos de trevos de 4 folhas. É uma caixinha de 5x5x5cm com um vasinho, um pacotinho de terra e três bulbos de trevos de 4 folhas para plantar. É brinde de fim de ano de uma empresa que atendo no trabalho. Quando olhei a data da embalagem desse material, notei que é de 16/12/09, mesma data do seu post. Incrível, porque recebi o presente no momento em que terminava de ler. Que dia especial!

Passa lá no meu blog, que mudou um pouco de cara: www.esquentadinho.blogspot.com.

Um grande e verde abraço.

Paula ZZT disse...

Oi, Lola.
Assisti a ambos programas no canal GNT.
O programa sobre espiritualidade foi o happy hour (que normalmente é bem irregular, mas esse específico, foi muito bom), e o outro se chama "O que você faria?", é americano, claro. Eu vi que amanhã vai passar às 20h.
Então, teve te tudo, mas realmente mais gente se manifestou de uma maneira ou de outra quando a moça era mais discreta. Quando a mesma atriz usou uma roupa decotada, chamativa e curta, aconteceu uma coisa absurda... 2 caras sentados perto ficaram comentando (pq a atriz sempre saia para ir ao banheiro para o ator poder colocar o remédio na bebida), nossa, ela é gostosa. E 1 dos caras viu e não falou nada, foi embora como se não fosse nada. E ainda soltou um comentário para o ator (claro que as pessoas não sabem que são atores até terminar), adoraria ter essa liberdade de fazer essas coisas... AHHHHHHHHHHHHH
Mas para sabermos que o mundo tem gente boa, uma mulher foi demais. Ela simplesmente ficou em cima e ajudou super a menina. A atriz depois ficou até emocionada, pq comentou que 1x, numa festa aconteceu a mesma coisa e foram estranhos que a ajudaram tb...
Legal :-)
Bjoks
Paula

Paula ZZT disse...

ah, esqueci de falar, meu blog está paradíssimo :-)
se vc usa messenger pode me adicionar pzanirato@hotmail.com
bjoks
Paula

cris disse...

Uma linda iniciativa! Parabéns!
Infelizmente neste país, o que é público, 'de todos', não é de ninguém e ninguém se importa! Jogar lixo na rua, nos terrenos vazios é uma prática muito comum. Difícil mudar essa mentalidade não é!
Tenho um Ipê Amarelo na calçada da minha casa e algumas árvores e plantas pequenas no jardim. Comprei a casa por causa disso, acredita? rs... Na verdade o Ficcus não é muito aconselhável para calççadas porque suas raízes ficam muitograndes e quebram as calçadas, mas existem inúmeras espécies que se adaptam bem a elas!
Não tenho como ajudar, infelizmente, seria um prazer se estivesse aí! Aqui em São Paulo há o viveiro Manequinho Lopes que distribui mudas de graça pra quem pede, não há algo semelhante por aí?
Gostei muito do blog e das sua inciativa!
A sua amiga Cris é tão atrapalhada quanto eu? Coitada! rsrsrs...

Lola disse...

OI, CRIS! (Cristiane A. Fetter )

SAUDADES, MOÇA!
CONCORDO COM VOCÊ, POR ISSO, TENTAMOS EDUCADAR NÃO SÓ OS NOSSOS FILHOS, MAS, TODOS QUE PRECISAM...

BEIJOKAS!

Lola disse...

OI, JENS, FICO MUITO SEM JEITO QUANDO ME ELOGIAM, PORQUE ACREDITO QUE SÓ ESTOU FAZENDO O QUE TODOS DEVERIAM FAZER E O QUE QUERO NÃO É QUE ME VEJAM, QUE REPAREM A LOLA, MAS, QUE ME AJUDEM... MAS, SABER QUE AJUDEI NESSA SUA EVOLUÇÃO ME DEIXA MUUUUUITO FELIZ E ME DÁ MAIS ÂNIMO!
OBRIGADA, MOÇO!!!

Lola disse...

OI, FABIO,

FICO TRISTE EM SABER QUE EXISTE TANTA MAQUIAGEM EM CURITIBA, MAS, VAMOS TENTAR MUDAR ISSO...
COMO DISSE PARA O JENS, FICO MUITO SEM JEITO QUANDO ME ELOGIAM, PORQUE ACREDITO QUE SÓ ESTOU FAZENDO O QUE TODOS DEVERIAM FAZER E O QUE QUERO NÃO É QUE ME VEJAM, QUE REPAREM A LOLA, MAS, QUE ME AJUDEM... MAS, AGRADEÇO, POR ME MOSTRAREM QUE POSSO MUDAR ALGO E INCENTIVAR OUTRAS PESSOAS A FAZEREM ISSO.

QUANTO A COINCIDÊNCIA QUE VOCÊ FALOU, JÁ É A SEGUNDA VEZ CONOSCO, LEMBRA DO E-MAIL? BOM, ACHO QUE ISSO NÃO FOI COINCIDÊNCIA, FOI UM CUTUCÃO,RSSS... VOU NO SEU BLOG, COM CERTEZA!

BEIJO E NÃO SOME!

Lola disse...

OI, PAULA,

INCRÍVEL A IGNORÂNCIA DE CERTAS PESSOAS, FIQUEI BOBA COM A ATITUDE DO RAPAZ QUE INVEJOU O ATO, UM ABSURDO!!! AINDA BEM QUE TEMOS A MOÇA QUE AJUDOU, UM EXEMPLO PARA TODOS E UMA FORÇA PARA ACREDITAR QUE AINDA TEMOS GENTE BOA E NÃO ESTÁ TUDO PERDIDO.
QUANTO AO MSN, NÃO USO, NÃO TENHO TEMPO DE ENTRAR, MAS, QUANDO QUISER FALAR COMIGO, PODE USAR O E-MAIL DO SITE, ESTE EU LEIO SEMPRE!!!

BEIJO E VOLTE SEMPRE!

Lola disse...

OI, CRIS,

OBRIGADA! INFELIZMENTE MUITAS PESSOAS NÃO PENSAM EM AJUDAR, POR ISSO, ESTÁ NA HORA DE MUDAR ISSO. SE CADA UM DER UMA MÍNIMA AJUDA, MUITA COISA SERÁ FEITA!
SOBRE VOCÊ COMPRAR A CASA (TAMBÉM) POR CAUSA DE UMA ÁRVORE, ACREDITO, EU TAMBÉM SERIA CAPAZ DE FAZER ISSO,RSSS... O IPÊ FICA LINDO QUANDO FLORECE! QUANTO AO FICCUS, JÁ CONHEÇO O PROBLEMA DA RAÍZ, MAS, ESTAMOS CONSEGUINDO CONTORNAR ESSE PROBLEMA MANTENDO SUA COPA PEQUENA, ISSO EVITA A RAÍZ DE CRESCER TANTO, PELO MENOS NÃO ESTÁ RACHANDO A CALÇADA, O QUE TAMBÉM JÁ EVITA O PROBLEMA DE MOLEQUES FICAREM USANDO DROGAS EM SUAS SOMBRAS, POIS FICA BEM BAIXO, MAS, INFELIZMENTE, AINDA TEM O PROBLEMA DE ESCONDEREM DROGAS NELE, POR ISSO, ELE ESTÁ FORA DE MINHA LISTA DE ÁRVORES PARA PLANTAR NAS CALÇADAS. QUANTO AO LUGAR QUE VOCÊ MENCIONOU, AQUI NO RIO NÃO SEI SE TEM, MAS VOU PROCURAR, ATÉ AGORA, NÃO ACHEI. E VOCÊ PODE AJUDAR SIM, CONTINUE AMANDO A NATUREZA E NOS AJUDE A PROPAGAR ISSO, MESMO DISTANTE...
QUANTO A MINHA AMIGA CRIS, ATRAPALHADA EU NÃO SEI SE É, É UMA AMIGA DISTANTE, TAMBÉM, MAS GOSTA DO VERDE!

PS: ESTIVE EM SEU BLOG E VI COMO VOCÊ É ATRAPALHADA,RSSSS... SE TE DEIXA FELIZ, EU SOU MUITO ESTABANADA TAMBÉM,RSSS...

BEIJO, GRANDE!

Fabiano Mayrink disse...

Lola que absurdo de colocar oleo queimado nas arvores... e corta-las tambem, fala serio, nao sei se vc ja ouviu falar mais eu moro em Ipatinga MG aqui é uma cidade muito arborizada, tem arvore pra todo lado e mesmo assim acho que se precisa plantar mais, a prefeitura começou a planar muitas arvores novas nos canteiros onde os espaços entre uma arvore e outra dava pra plantar outras, mais acho que ainda precisa de mais!!!

fico muito muito triste e recentido quando cortam alguma